O Templos foram destruídos no dia Tishe B’Av – 9 de Av

TISHA B’AV – 9 de Av
O Primeiro e Segundo Templos foram destruídos no dia 9 de Av (Este ano 14/08/2016)

Extraído, traduzido e adaptado do original https://asknoah.org/essay/ninth-of-av para o português, segundo autorização prévia dos responsáveis pelo site: Asknoah.org

PERGUNTA: É correto para uma Noahide jejuar no Tisha B’Av? (No 9º dia / Tisha do mês hebraico de Menachem Av, quando os judeus observam o jejum total para cerca de 24 horas e 40 minutos, como parte de seu luto tradicional, neste aniversário da destruição de tanto o primeiro como o segundo Templos Sagrados em Jerusalém. Quando o nono cai no sétimo dia como neste ano, o jejum é empurrado para frente em 24 horas, e começa no sábado à noite.)

RESPOSTA: Parece que se um Noahide fizesse uma plena observância de todos os preceitos judaicos de Tishá Be Av, ele estaria fazendo um dia memorial religiosamente observado por si mesmo, o que seria como inovar uma prática religiosa, o que é proibido.

The Western Wall

Rabbi Moshe Weiner, autor de “Divine Code” e “Sheva Mitzvot Hashem” (em hebraico), diz que o único ponto sobre o qual uma Noahide indivíduo poderia justificar o jejum no dia 17 de Tammuz (a data em que a parede de Jerusalém foi rompida pelos romanos) ou o 9º / Tisha B’Av (a data em que o primeiro e segundo templos sagrados foram destruídos) é que ele está de luto pela destruição temporária (mas muito tempo) do Templo Sagrado, e o exílio da Presença Divina de ser revelado no mundo. Desde este luto é uma atividade permitida, isso depende de sua intenção.

No entanto, nesta última geração do exílio espiritual (que será a primeira geração da Era Messiânica), as pessoas não são tão fortes fisicamente como costumavam ser. Portanto, recomenda-se que o jejum deva ser minimizado (por exemplo, por um jejum mais leve e/ou inferior), se feito por completo por aqueles que não são obrigados. Certamente um Noahide que tenha um problema médico não deve pratica-lo se houver qualquer risco para a saúde, ou ele deverá consultar um médico sobre o que ele pode fazer, e com segurança.

Além disso, a obrigação contínua de Noahides é “Yishuv Olom,” melhorar a condição do mundo! E um Noahide que está enfraquecido pelo jejum pode ficar aquém no que ele poderia ter feito naquele dia para Yishuv Olom, D’us não permita. Além disso, se o jejum faz com que a pessoa se torne irritadiça, mal-humorada ou arrogante, D’us não permita, pode haver um efeito negativo real do jejum, que é o oposto do que precisa ser feito! Em nossos dias, é muito aceitável substituir o jejum não obrigatório com doações (Tsedakah) para instituições de caridade adequadas (o valor de pelo menos uma refeição, normalmente é sugerido). Instituições de caridade recomendados são aqueles que são consistentes com os Princípios Verdadeiros da Torá e Yishuv Olom. Além disso, a principal intenção (da Tsedakah) prática não é para o jejum, mas para o arrependimento.

Portanto, você pode certamente aumentar Atos de Bondade e Gentileza para com os outros, especialmente em fazer doações (Tsedakah) como explicado acima.

Certamente um Noahide é encorajado a orar tão frequentemente como é seu desejo de que o Terceiro Templo Sagrado seja estabelecido pelo Messias da dinastia do Rei David (“Mashiach ben David”), que seja breve em nossos dias!

Leituras tradicionais para Tish’a B’Av do Tanach (Bíblia Hebraica) são:
– O Livro das Lamentações, escrito por Jeremias (É muito apropriado para um Noahide a ler o Livro das Lamentações na noite e/ou dia do Tisha B’Av)
– O Livro de Jó

Fórum AskNoah sobre Tisha B’Av (EM INGLÊS): https://www.asknoah.org/forum/showthread.php?tid=55

Auditivo (EM INGLÊS):

https://asknoah.org/audio/the-three-weeks

https://asknoah.org/audio/destruction-of-the-2nd-holy-temple

Share